terça-feira, 21 de junho de 2011

Livre-se da pedra, Livre-se do peso que carrega na vida...

Existem momentos na vida que não conseguimos explicar
São aqueles momentos onde
Os porquês predominam em nossas cacholas
Porque isso e não aquilo
Porque não aconteceu antes
Porque não aconteceu depois
Porque tudo junto
E não uma coisa de cada vez
Hoje estou me sentindo uma borboleta arrastando pedra
Sem coragem de olhar pra traz e desvendar o segredos desta pedra
Na verdade esse pedra são todas as crenças, paradigmas, verdades impostas
Que acumulamos no decorrer da vida
As vezes é só cortar a corda
Mas porque não fazemos isso?
Eu respondo...
Porque a pedra não apareceu ali de repente
Nós é que a notamos de repente
Antes era só um grãozinho de areia
Um aborrecimento na vida
Uma magoazinha
Um facasso
Uma decepção
Que nem damos importância
Passamos por cima
Mas sem percebermos 
Mais um granzinho se acumulou na pedrinha
E quando menos percebemos
Quando paramos para olhar para trás
Lá está uma pedra enorme
Grande demais pra ser carregada
E é hora de avaliar nosso caminho
Caminho passado, presente e futuro
E é isso aí...
As vezes conseguimos lembrar 
Da maioria dos grãozinhos que estão ali acumulados
O problema é
Como tiraremos o peso das costas
Como é que se desfaz deles?
Explodir a pedra
Nem pensar
Vai acabar acertando aqueles que amamos
Melhor não explodir para protegê-los
Cortar a corda e deixar ali 
Para que alguém tropece em seus problemas ?
Só sei que é muito difícil se livrar da pedra
Mas é preciso se libertar dela
Liberte-se!
Antes que vire uma rocha
Que te impeça de caminhar
Bjs
Borboleta

24 comentários:

  1. Meus queridos...
    Caso tenham dificuldade em postar aqui, por favor me avisem por email.
    borboletas.br@gmail.com

    Bjs
    Borboleta

    ResponderExcluir
  2. Borboleta, seu texto é lindo!
    Parabéns, gostei muito mesmo.
    Beijokas e uma boa quinta-feira.

    ResponderExcluir
  3. Lindo,Borboleta ousada. Precisamos mesmo nos livrar dessas coisas ruins, ir a um lugar deserto e jogar tudo ali, e seguir voo pleno. Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá! Há pedras em nossas vidas que não são somente coisas tristes. Há pedras que nos mantém presos a realidade. É como um cais que nos aporta e não nos deixa seguir pelos nossos devaneios. Acredito que há pedras que são verdadeiros diamantes presos a outras pedras de tristesas e decepções. Então há pedras preciosas presas em outras pedras de nenhuma valor, o que importa é se querermos arrastar todas juntas ou lapidá-las para tornar a iva mais lever e sermos felizes.
    Lindo,lindo, lindo seu texto. Amei

    beijoca

    ResponderExcluir
  5. Oi, tudo bem com você?
    Como eu havia dito antes, estou afastado do Blogosfera por vários motivos, inclusive por conta do site “ABORDAGENS & IMPRESSÕES”/ http://abordagenseimpressoes.com/ que eu acabo de criar e publicar na Internet.
    Gostaria de contar também com você por lá, acompanhe-o e também interaja comigo por lá.
    Como todos nós sabemos, site tem uma dinâmica diferente do blog, é mais consultivo e informativo. É de maior abrangência, já que se pode explorar muito mais. O blog é mais direto e normalmente de temática única.
    Me visite por lá e me siga. Vou gostar e ficar extremamente feliz e agradecido por mais esse voto de confiança.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. um ótimo poema, vc lembou-me outro poema do drummont "No meio do caminho tinha uma pedra
    tinha uma pedra no meio do caminho
    tinha uma pedra, no meio do caminho tinha uma pedra.," eu vivia falando sozinha, e vc lembou-me com este seu poema não cheio de espera e perguntas, as respostas daqui a pouco chegam, algumas razoáveis, outras impossíveis de entender pq, e outras nunca saberemos pqs de tantas coisas...
    beijinho
    e um inicia de semana cheio de coisas boas, além das pedras...elas tbem passam...

    ResponderExcluir
  7. Olá Borboleta!!

    Saudade de ler vc!

    Eu sempre quis sentar num canto e esperar o tempo passar, sempre procurei um buraco onde colocar toda poeira, um dia desses, sento encima das minhas vontades e jogo fora o que não presta!

    Um beijo e uma ótima tarde!

    Espero por vc no Alma!

    ResponderExcluir
  8. Seria muito bom se todos os "porques", fossem respondidos, e tudo estaria resolvido, mas a vida é para os fortes e para aqueles que tem coragem de enfrentar os seus "porques" e acharem a resposta! lindo texto, lindo blog, amei! beijos

    ResponderExcluir
  9. Parece que passamos pela vida amontoando pedras, só não podemos tornar-nos pedra na vida de alguém. bjos, venha visitar-me.

    ResponderExcluir
  10. Ola querida amiga
    Estou na final da ostra poesia, me desculpe por vir lhe pedir votinho para a minha poesia, Precisamos. Mas sem a sua ajuda eu não irei conseguir. Prometo que passando esta fase eu virei comentar apenas sobre o conteúdo de seu cantinho.
    Como votar você entra no link …http://ostra-da-poesia-as-perolas.blogspot.com/
    No final da pagina das poesias esta escrito
    VOTE CLICANDO NA PALAVRA COMENTÁRIOS Lindalva 1 comentários
    Por favor coloque coloque o nome da autora e da poesia, ( Precisamos ... Maria Alice Cerqueira e o nome do seu blog. para que Lindalva possa confirmar seu voto.
    Desde já lhe agradeço de coração.
    Tudo do melhor para você.
    Abraço amigo
    Maria Alice

    ResponderExcluir
  11. Querida Borboletinha...
    Sábias e lindas palavras.
    Verdadeiras e ricas para mim.
    Saudades de você.
    Beijo grande,
    Maü Cardoso.

    ResponderExcluir
  12. Belas palavras, verdadeiras e ricas !
    Boa noite ! Belos sonhos!
    Muita paz!

    ResponderExcluir
  13. Verdade nua e crua: a pedra formou-se porque os grãos e os grãozinhos foram-se acumulando. E em certo momento é bem complicado impedir que ela cresça. Que se transforme em uma rocha como vc escreve!!!
    Um encanto seu texto!!!

    Beijos,

    Jorge

    ResponderExcluir
  14. Acontece quando deve acontecer. Boas palavras

    ResponderExcluir
  15. Querida borboleta.
    Lindo texto. Momento de reflexão, decisão e coragem.
    Bjs, em divina amizade.
    Sonia Guzzi

    ResponderExcluir
  16. Muito lindo, adoreeei!
    ótima tarde :)

    avidaemmanuscrito.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Que saudade de você, borboleta inconstante.Faz muito tempo que não consigo fazer contato com alguns de meus seguidores, só como anônimo. Passei para matar a saudade e me deliciar com teus textos, especialmente este, que fala de desapego, de liberdade...é maravilhoso!
    Beijos
    Zelia

    ResponderExcluir
  18. É muito dificil libertar a pedra que carregamos. E não é ela que se prende a nós e sim nós que decidimos aprisiona-la. Libera-la significa também aceitar o vazio desconhecido que ela deixa.
    Gde abraço, em divina amizade.
    Sonia Guzzi

    ResponderExcluir
  19. superação..
    viver!
    muito lindo teu post..
    beijos perfumados querida

    ResponderExcluir
  20. Borboletinha querida...
    Preocupado com você.
    Querendo ter notícias suas.
    Posso ajudar em algo?
    Um beijo grande grande grande,
    Maü Cardoso.

    ResponderExcluir
  21. Olá, sou sua mais nova seguidora, Borboleta.
    Amei o texto, é para refletirmos e se der ...afastar as pedras do nosso caminho, libertação, assim entendi.
    Beijos da Mery.
    Visite-me!

    ResponderExcluir
  22. CONVITE

    ...eu vim lhe convidar a visitar o meu blogue. Ler, e se possivel, seguirmos juntos por eles. Estarei grato, esperando por você lá.
    Abraços

    http://josemariacostaescreveu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. saldades amiga .... que ro ver novas postagem ..sinto falta.

    ResponderExcluir

Comentário dos que voam comigo...