terça-feira, 12 de março de 2013


Se percebes suas asas
Então voe...
Voe na altura de teus sonhos
Voe mais alto do que dizem ser você capaz de voar
Cuide bem de suas asas
Deixe-as sempre prontas para o próximo voo
Mantenha-se longe de gaiolas e predadores de alma
A altura do voo depende só de você
A trajetória e o destino final também!
Se permitir prender-se em gaiolas dificilmente sairá de lá.
Chegará um momento que se quer perceberão que estão presos, privados de voar.
Talvez nem se lembre que uma dia foi capaz de belos voos.
"Como disse A. Jodorowsky,Pássaros presos em gaiolas acreditam que voar é doença."
Liberte-se de tuas gaiolas 
E viva em harmonia consigo mesmo!

Bjs
Borboleta

9 comentários:

  1. hummm borboleta,,, adoro este nome
    vc é genial.... sou seu fã de carteirinha...
    Bj

    ResponderExcluir
  2. Boa noite! Belos Sonhos!
    Muito lindo...Voando com borboleta
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. como li há pouco: "Deus me deu asa e o homem uma gaiola".
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Voar... é a palavra. Gostei demais, Borboleta. lindaaaa... bjssss

    ResponderExcluir
  5. Lindo texto. Sempre digo que as vezes é preciso pular do penhasco para saber se as asas funcionam. É o risco que é preciso correr.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Muito lindo....voar....ah! se eu pudesse.....
    Beijos , amiga e muita paz!
    Meu Blog:http://blogdearaan.blogspot.com.br/
    Espero sua visita com muito carinho!!!

    ResponderExcluir
  7. As reminiscências que o eu-lírico passa nesse poema é surpreendente, visto que traz lembranças simples que nos remete ao nosso próprio ato de viver. Lindo poema! Quando der, passe em Lectando-me.

    ResponderExcluir

Comentário dos que voam comigo...